Topo

Enquanto isso no Reino-Unido…

Enquanto isso no Reino-Unido…

Uma das questões que pensei há um tempo atrás foi o que rolou na terra da rainha musicalmente na época que a disco explodiu em Nova York, que o house nasceu em Chicago ou que o afro-cosmic foi criado na Itália. Nesse período, digamos de 1975 até 1985, nem disco nem house eram tocados no Reino Unido, tanto que poucas produções de disco originaram-se naquela ilha.

LonnieO som que imperou lá foi o jazz-funk. No início dos 70, a maioria das boates maneiras no Reino Unido tocavam algum híbrido de soul, que alguns chamam de northern-soul (já que os clubs mais famosos eram no norte do país). Os DJs não eram técnicos em mixagens, e dedicavam-se mais a selecionar os discos e animar a galera pelo microfone. Li que o primeiro par de toca-discos Technics SL1200s chegou no pais somente em 1979!

Então, com o tempo, o som evoluiu da soul, para algo com batidas mais dançantes e funkeadas, apimentado com algum jazz latino. Alias, dançarinos profissionais tomavam conta das pistas. Gente como Jazzie B (Soul II Soul), Fabio (hoje DJ de drum&bass), Asheley Beedle, Colin Dale e Carl Cox (estes dois últimos, figuras carimbadas do techno) freqüentou os clubs dessa época.

MarlenaShawO jazz-funk só perdeu mesmo espaço quando o acid-house explodiu. Alias, encaixa bem neste contexto o fato que um dos primeiros grupos ingleses de acid-house, o Bomb The Bass, estourou com faixas (como Beat Dis, Megablast, etc) compostas por colagens e samples de batidas justamente de clássicos do jazz-funk (como Shaft do Isaac Hayes, Soul Searchers, Sly & the Family Stone, etc)!!!

Achei o mix do Sean P um bom exemplo desse jazz-funk tocado nos anos 70/80 no Reino Unido, a segunda metade do mix é realmente demais…

4 Comentários
  • Andre PF

    Saiu uma compilação pela Soul Jazz que leva o nome de British Hustle
    que retrata bem essa época. As faixas do Hi Tension, Freeez e Atmosfear
    são muito boas. Tem também um quase-house com o Imagination
    que ficou conhecido aqui com o hit “Illusion”

    03/10/2006 em 2:32 PM
  • Guilherme M.

    Essa compilação tem somente artistas ingleses e mostra o que alguns produtores ou bandas locais lançaram na época. Não é um retrato do som que os DJs tocavam nos clubs e nas rádios, em grande maioria produzido por americanos.

    03/10/2006 em 2:59 PM
  • Guilherme M.

    Opa! Segue o playlist desse set do Sean P.:

    Mtume – Theme For The People,
    Gato Barbieri – Los Desperados,
    Ike White – Changin’ Times,
    Sunbear – Let Love Flow For Peace,
    Allspice – Destiny,
    Splendor – Special Lady,
    The Modulations – I Can’t Fight Your Love,
    Prana – All around My World,
    Smoke – Freedom of the Mind,
    Marlena Shaw – I’m Back For More,
    Two Tons o Fun – I’ve Been Down,
    Solaris – Music Mind,
    Ned Doheny – To Prove My Love,
    Heat – Whatever It Is,
    West Coast Revival – Familiar Places,
    Jon Lucien – Search For The Inner Self,
    The Fiestas – Sometimes Storm

    05/10/2006 em 11:37 AM
  • bV!

    SHOW este playlist do Sean P, bem na linha putão! Álcool, tapetes e almofadas vermelhas, década de 70 total. Curti!

    16/10/2006 em 6:25 PM